Agora são: .Horas e .Minutos - Bem vindo ao Blog Co Dependentes Emocionais **Deus Te abençõe e Te Guarde **

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Candidíase sintomas e tratamento



A candidíase é um processo infeccioso que ainda gera muitas dúvidas, sabe aquela terrível coceirinha que surge em certos momentos e que quase todas nós temos? Pode não ser tão simples e inocente assim, pode ser o primeiro sinal de candidíase.
Não é considerada uma doença grave, trata-se de uma infecção comum em mulheres, quando iniciado seu tratamento, esse se dá de forma rápida e efetiva, segundo estudos estimam-se que cerca de 75% das mulheres passarão por esse processo infeccioso sendo que em média 5% terão reincidência, comumente desenvolvido na vulva e vagina mas também pode surgir na boca, na pele, no estômago e intestino.
A nossa flora vaginal, quando saudável, é composta por microorganismos que são as bactérias e os fungos, quando ocorre um desequilíbrio na flora ou baixa imunidade , dá-se um crescente aumento de um fungo, a Cândida sp, por isso ser conhecido por Candidíase, o fungo mais comum que atinge em média 90% dos casos é a Candida Albicans que se prolifera na umidade.
Algumas situações favorecem o desenvolvimento dessa infecção, tais como alguns medicamentos como os antibióticos que desequilibram a flora vaginal, anticoncepcionais em alta dosagem devido às mudanças hormonais que influenciam e as alterações na vagina contribuindo para a proliferação dos fungos, por isso sempre a recomendação em consultar um médico antes de iniciar qualquer tratamento, pois somente ele poderá indicar com certeza o melhor medicamento a você.
As gestantes são bastante afetadas por essa infecção devido a as alterações hormonais naturais da gravidez, mulheres com sistema imunológico afetado e também as portadoras de AIDS são mais propensas a terem candidíase, pois são mais sensíveis as infecções.
Outro fator contribuinte é a diabetes alterada, a higiene íntima inadequada e também o uso de produtos de higiene íntima que desequilibram o ph vaginal. O uso de roupas íntimas inadequadas, calças apertadas, tecidos sintéticos como a lycra, elanca, prejudicam muito a ventilação, contribuem para a umidade e temperatura local o que torna excelente para proliferação dos fungos.
Fique atenta a esses sintomas que podem indicar candidíase:
- Coceira na vagina (Prurido), ardor ao urinar e durante relações sexuais, vermelhidão e inchaço;
- Corrimento vaginal branco, com aspecto de leite talhado a quantidade pode variar, podendo ocorrer variações.
Esses sintomas geralmente se iniciam no período menstrual, alguns dias antes da menstruação e podem ser bem incômodos.
Você pode se prevenir da Candidíase evitando o uso de toalhas úmidas e roupas íntimas secadas sem ventilação devem ser de uso exclusivo lavado e passado, evitando dessa forma o acúmulo de fungos, nunca compartilhar roupas íntimas dando preferência pelas de algodão que favorecem a ventilação. Evitar o uso de protetores diários que contribuem para a umidade e prejudicam a ventilação local, deve-se evitar duchas intra-vaginais, pois podem causar maiores complicações à saúde ao levar certos germes a locais mais altos como o útero, ovários, além de causarem desequilíbrio vaginal.
Um conselho dos especialistas é procurar usar roupas largas na hora de dormir, de preferência algodão e se possível dormir se calcinha, com isso você estará auxiliando a ventilação da região genital evitando a proliferação dos fungos.
Quando diagnosticado a candidíase o tratamento mais recomendado é através de pomadas vaginais para aplicação local, em alguns casos pode-se prescrever algum medicamento via oral.
Apesar de existirem controvérsias sobre a candidíase ser considerada uma doença sexualmente transmissível, uma vez que se apresenta em outras regiões do corpo, o uso do preservativo continua sendo o único método de maior eficácia contra muitas doenças relacionadas à atividade sexual.
A qualquer sinal de que algo não está bem procure seu médico, não se esqueça dos exames periódicos recomendados a toda mulher, pois apesar de tratar o melhor continua sendo se prevenir!

Fonte:www.mulhersexofragil.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares