Agora são: .Horas e .Minutos - Bem vindo ao Blog Co Dependentes Emocionais **Deus Te abençõe e Te Guarde **

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Psicologia: Comportamentos em relações amorosas.

By Rô Carvalho
Resumo: Comportamento cognitivo
A própria preservação da relação amorosa exige de cada parceiro atenção e cuidado constante com o outro, que é também um sujeito dotado de desejos, vontades e capacidade de escolha própria.
O cuidado essencial

Consoante um mito romano antigo, na formação do ser humano entraram em ação dois deuses primordiais a Terra dando-lhe o corpo e beleza e o Céu conferindo-lhe vida e energia. Mas para que o ser humano pudesse viver como humano e mantivesse Ceu e Terra unidos nele, deveria ser acompanhado pelo Cuidado, por todo o tempo de sua vida.

É fácil de se entender por que no ser humano há Ceu e Terra, espírito e matéria, transcendência e imanência. Difícil é se entender o por quê do cuidado. A meditação filosófica tirou isso a limpo. Precisamos do cuidado porque sem ele o ser humano não vive nem sobrevive. Um recém nascido deixado a si mesmo, após poucas horas, morre. Se não cuidarmos de nossa saúde, de nossa formação permanente e de nossa espiritualidade, lentamente, vamos degenerando, adoecemos, nos desatualizamos e embrutecemos. O cuidado é a maior força que se opõe à lei suprema da entropia, vale dizer, do desgaste natural das coisas. Tudo o que cuidamos dura muito mais, desde a camisa que usamos até as mãos que escrevem este texto.

O cuidado é uma relação amorosa para com a realidade, pois pelo cuidado nos envolvemos com ela e mostramos nosso interesse e até preocupação com ela. Mas, o cuidado é mais que tudo isso. Ele é a atitude que antecede a todos os demais atos e os possibilita, seja os atos da vontade seja os da inteligência. Eles somente são humanos se nascerem do cuidado e são acompanhados pelo cuidado. Então são construtivos e não irresponsáveis e deletérios. É por essa razão que filósofos como Martin Heidegger consideram o cuidado a verdadeira essência do humano. Ele naturalmente é impregnado de cuidado essencial.

Por causa desta essencialidade, o cuidado fornece a base real da sociedade, da ética, da política e da ecologia. É base da sociedade que, segundo Aristóteles, é o espaço público organizado onde podemos viver sem medo. Ora, onde há cuidado, não existe medo mas paz. A ética do cuidado funda o consenso mímino entre os humanos, que garante a sobrevivência de todos e da natureza. A política imbuida de ética significa cuidado para com o bem estar do povo, mais do que administração da economia e gerenciamento de instituições. Onde viceja o cuidado a natureza é preservada e cada ser respeitado, pois tudo o que existe e vive merece continuar a existir e a viver..

Hoje há uma carência incomensurável de cuidado. Por isso o número de pobres cresce no mundo, as crianças são condenadas a viver na rua, os idosos são abandonados, milhões de pessoas morrem antes do tempo e Gaia, nossa Mãe Terra é sistematicamente depredada colocando em risco nosso futuro comum.

Só o cuidado, transformado em paradigma de compreensão e de atuação e articulado com a solidariedade e a responsabilidade poderá salvar a vida, a espécie humana e o planeta Terra. Sem ele não há paz nem alegria de viver.

O que podemos observar nesse contexto de uma relação amorosa?

Observamos que sem o cuidado necessário, sem o comprometimento de ambas as partes, não há solidificação para uma relação proveitosa.

Um lar só pode ter bons fluidos se houver as três regras básicas: Fé, respeito, e amor.

Entenderemos que se aplicarmos a fé, seja em qualquer crença, teremos um aliado maior que nossa pequenez humana, essa fé nos impulsionará a vencer as barreiras, e as dificuldades em tempos de crise, onde as diferenças surgem no convívio com as pessoas envolvidas dentro de um lar(marido, filhos,etc...) Da mesma forma, o respeito se faz necessário para que cada um tenha seu próprio pensamento e atitudes, sem que isso venha a interferir nessa união...O amor, sentimento maior, é que nos fará, ter atitudes de preservação para que cada um tenha alegria e orgulho por sua família.

Alguns céticos dirão: Mas isso é utopia hoje em dia.

Nada de utopia, e sim algo que ao longo do tempo foi deturpado pelo progresso...A modernidade existente nos lares, fez com que cada membro tenha uma vida separada, observar-se que hoje em dia, a esposa trabalha fora, o esposo, e os filhos estudam, em horas de lazer, não interagem mais como grupo familiar, cada um tem seu computador, seu tablet, seu celular etc...e todos vivem separadamente, tendo seus contatos virtuais como sendo mais importantes que a própria família.
Em outra época, lá atrás no passado, nossos avós, interagiam mais dentro da família, onde os passeios eram reais, onde sentar-se a roda de uma mesa era prazeroso, jogar conversa fora era uma distração interessante, quantas histórias os avós nos contavam satisfeitos de partilhar um feito...uma aventura? Quantas vezes nossas mães tinham um tempo só nosso, onde ali com amor e dedicação era passado a nós um respeito a familia, uma educação, e um sentido de que era necessário manter-nos unidos? Muitos ainda devem se lembrar com alegria no coração, como era esses momentos bons...

Vivemos um presente nada animador: Hoje o grande mal da humanidade são doenças psicológicas, cada vez mais patologias surgem, para definir um comportamento humano,uma deficiência adquirida pelos tempos modernos...e tudo se dá origem a estrutura familiar deficiente...falha...onde se perderam os valores, e as responsabilidades com o grupo familiar...

A FAMÍlIA atual está doente, está precisando urgentemente de cuidados...É um ciclo vicioso, um lar desajustado causa pessoas desajustadas, e segui-se adiante seres humanos com problemas emocionais.
Qual a solução devem se perguntar; Talvez a solução seja mais simples que possamos imaginar...

É só voltarmos a ter os princípios básicos, e usa-los dentro da estrutura familiar a se constituir...FÉ, RESPEITO,AMOR...

Quem ama de verdade: tem fé para vencer, quem ama de verdade, tem respeito com o parceiro e com os demais membros da família,quem ama de verdade, tem um amor incondicional, que o faz acreditar que a família é importante em toda área da sua vida.

Reavaliar atitudes e conceitos, atos e palavras já é um início a mudar na constituição de um lar ajustado e saudável...e com certeza nossas filhos agradecerão por um futuro onde serão seres humanos mais íntegros e responsáveis,mais unidos e centrados em suas vidas...

Para refletir amigos...Namastê!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares