Agora são: .Horas e .Minutos - Bem vindo ao Blog Co Dependentes Emocionais **Deus Te abençõe e Te Guarde **

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Por que será que é tão difícil mudar?


por Andre Lima -

Recebi uma pergunta de uma leitora que fazia este questionamento: "Se conheço os defeitos que tenho, estou ciente das formas nocivas de me comportar; por que então não consigo mudar? Por que tenho que fazer tanto esforço, muitas vezes em vão? Por que continuo repetindo os mesmos erros, comportamentos e formas de reagir que só me trazem sofrimento? Quando não estamos conscientes do defeito, eu até entendo que não dá para mudar, mas vejo muitas pessoas que sabem o que precisa melhorar, e que simplesmente não conseguem. Por que é assim?".

Isso ocorre por que tentamos mudar utilizando a parte intelectual, enquanto o nosso comportamento não é dirigido pela mente racional. Se fosse era só ter a vontade de mudar, e a pessoa mudaria. E assim ninguém entraria em um relacionamento destrutivo (aliás, nem haveria pessoas com comportamento destrutivo); todos fariam exercícios e se alimentariam de forma adequada (afinal, todo mundo sabe intelectualmente que isso é importante), ninguém usaria drogas, não haveria procrastinação (adiar coisas que temos que fazer), não existiria autossabotagem.
Para entender melhor, é preciso observar que existem duas forças que atuam sobre o nosso comportamento e forma de reagir. Existe a parte intelectual e racional consciente, e existe outra parte emocional e inconsciente.

A parte intelectual tem certa influência sobre o nosso comportamento, mas esta é pequena. O que tem grande força é a parte emocional inconsciente. É desse inconsciente que surgem os impulsos dos comportamentos negativos. Primeiro surge o impulso, somente depois a mente racionaliza o impulso. E quanto mais negatividade temos acumulada em nosso interior, mais negativos serão nossos pensamentos e comportamentos.

É essa parte mais profunda que precisa mudar. A dificuldade em mudar acontece por que, na maioria das vezes, tentamos mudar só na parte intelectual. Você diz pra você mesmo: a partir de agora vou comer só comidas saudáveis. Ótimo. Mas essa decisão foi feita em um nível muito superficial. Logo você esquecerá, ou então criará várias desculpas para voltar a se alimentar da mesma forma que antes. Surgirá um impulso que é maior do que a "força de vontade" (que está apenas no intelecto) e a pessoa será vencida na maioria das vezes.
Para mudar verdadeiramente, é preciso curar a negatividade, ou seja, curar emoções que vem sendo acumuladas. Assim cortamos o mal pela raiz, e a melhora do comportamento acontece de forma espontânea.

Vou dar um exemplo de como isso ocorre. Atendi uma cliente que sentia um ciúme extremo do namorado. Ela sabia racionalmente que seu comportamento estava errado. Ficava muito frustrada, pois, apesar de saber e prometer sempre que ia mudar, o comportamento se repetia. Durante as sessões de *EFT (técnica para autolimpeza emocional, veja como receber um manual gratuito no final do artigo), descobri que ela guardava um profundo sentimento de rejeição por causa do comportamento do seu pai quando ela era criança. Este sentimento de rejeição ficou guardado, reprimido, deixando-a muito insegura. O comportamento com o namorado era apenas o reflexo dessa insegurança.

Não adiantaria dar conselhos para ela mudar. Ela mesma já havia tentado mudar pela parte racional, e não tinha conseguido. O que fizemos foi utilizar a EFT para limpar de forma profunda os sentimentos de rejeição. O resultado surgiu rapidamente logo após a primeira sessão: os impulsos de controlar o namorado diminuíram em 50%. A seguir realizamos mais 3 sessões, trabalhando outros medos e inseguranças, e o comportamento ciumento foi eliminado. Foi aí que surgiu outro problema... o namorado, que antes era super seguro, começou a ficar ciumento. Mas esta é uma outra história.

Já, num outro caso que atendi, um rapaz, que também sofria por sentir muito ciúme da namorada, mudou seu comportamento quando trabalhamos os sentimentos que tinha guardado de um relacionamento anterior, quando havia sido traído. A mudança pareceu "mágica" pra ele. Mas expliquei que não tem nada de mágico. Ele apenas não tinha noção do poder que havia nas suas emoções inconscientes, que eram muito mais fortes do que seus pensamentos racionais.
Se o histórico emocional de alguém não tiver uma carga intensa, será mais fácil para essa pessoa mudar a partir do reconhecimento racional de seus comportamentos negativos. Mas, quando existe um conteúdo inconsciente mais profundo, o caminho mais rápido para a mudança é através da cura emocional.

Este conhecimento tão básico sobre como o ser humano funciona, por incrível que pareça, é desconhecido pela maioria. Seria bom que aprendêssemos sobre isso na escola. Deveríamos passar por um processo de "alfabetização emocional" para entendermos que é super importante cuidar das emoções, e não somente do intelecto. Assim não teríamos tantos adultos batendo cabeça, sem saber como fazer para mudar verdadeiramente.

Já atendi diversos outros casos, onde, ao trabalhar uma variedade de sentimentos negativos, a pessoa percebeu mudanças de comportamento em áreas que nem esperava, pois não estavam sendo tratados diretamente nas sessões. São os maravilhosos "efeitos colaterais" positivos da cura emocional que alguns relataram como: mais paciência com o filho; perda da compulsão alimentar; redução do consumo de bebida; menos vontade fumar; vontade de dormir e acordar mais cedo; melhora do relacionamento com o marido/esposa; mais disposição e facilidade para fazer tarefas que antes eram penosas, etc..
Para mudar de forma profunda e consistente, descubra e cure suas emoções! Felizmente existem muitas ferramentas, e trabalhos de cura e autoconhecimento disponíveis para nos auxiliar. Utilizar a EFT é um caminho que costuma dar grandes resultados a curto prazo.

André Lima - EFT Practitioner. *EFT - Emotional Freedom Techniques - É a autoacupuntura emocional sem agulhas. Ensina a desbloquear a energia estagnada nos meridianos, de forma fácil, rápida e extremamente eficaz, proporcionando a cura para questões físicas emocionais. Você mesmo pode se autoaplicar o método. Para receber manual gratuito da técnica e já começar a se beneficiar, acesse: http://www.andrelimaeft.com.br/pagina-de-inscricao-manual-eft e baixe o seu manual.

Fonte Somos Todos Um

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares