Agora são: .Horas e .Minutos - Bem vindo ao Blog Co Dependentes Emocionais **Deus Te abençõe e Te Guarde **

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Um texto perfeito ;)

By Rô Carvalho

Olá amigos visitantes, iniciou o ano e vemos com clara nitidez os saldos negativos e positivos de 2012...Nessa gangorra de sentimentos femininos, observamos o quanto tivemos de experiências...Preciso agradecer a Deus, pois apesar das tantas lutas que enfrentei em 2012, sobrevivi, e isso no contexto real da coisa mesmo...Sobrevivi ao acidente, observei quem me ajudou e esteve ao meu lado, e também quem me ama de verdade, enfim...Mas nesse percurso todo esse ano foi o ano que mais me fragilizei emocionalmente...Mas acho que apesar de todas as lágrimas derramadas no travesseiro velho rsrsrs pude ver que sou forte...sou guerreira...sou mais eu no sentido todo da palavra.
Em meu face eu curto a pagina da Loba e o texto que ela postou hoje foi tremendo, simplesmente não podia deixar de compartilhar com meus amigos visitantes...Mulheres vocês precisam ler mais a pagina da Loba, sem pudor e sem recalque, por que só uma mulher experiente e que viveu inúmeras fases pode falar sem medo o que está sentindo...
Curtam eu recomendo:


PAPO DE LOBA com Keila Sacavem


Papo de loba pra loba... Nós mulheres somos bichas complicadas mesmo, somos capazes de acordar fortes, vestidas de amor-próprio, olhando-se no espelho e se achando gostosas pra caramba, mas basta termos um conflito afetivo para dormirmos com pinjama de fragilidade, se achando feia e mal comida, é muito louco ser mulher, porque ao mesmo tempo que soltamos o "verbo" para expor segurança, também somos capazes de ligar 10 vezes para o "fdp" até ele atender a porra do telefone e, não adianta tentar me convencer de que existe mulher blindada contra sofrimento, principalmente quando estamos nadando no mar negro da carência. Quando o coração teima em abraçar um cara que não vale porra nenhuma, a gente não tem como dizer: "Ei coração idiota! Esse não caramba! Ele não presta! Olha ai escrito a testa dele bem grande: Canalha!".
A única coisa que ainda me conforta nessa "bandalheira afetiva" incentivada pela vontade de não querer ficar sozinha, é saber que quando a gente aprende a lidar com a razão (isso depois de algumas decepções), nos tornamos fortes e mais atentas, com a sensação de que tinhamos que ter passado mesmo por tudo aquilo, pra poder aprendemos a nos amar antes de amar alguém. Depois que atingimos a maturidade psíquica, nos tornamos mais felizes com nós mesmas e passamos ser mais racionais.
Atire a primeira calcinha aquela que nunca teve um traste que a fizesse sofrer na vida, meu bem, todas já tivemos ou teremos um dia! Isso é inegável! E o bom disso tudo, é ver que o traste continua o mesmo traste, enquanto que nós evoluimos e muito, lindas e lobas a cada dia. Rindo do traste que um dia nos fez chorar e que hoje, nos ver mais felizes do que nunca!
_____Keila Sacavem

Aviso importante:
Este blog pessoal está de acordo com a lei.9.610 dos direitos autorais na internet
para ver a postagem de origem clique na fonte ou no autor.

Obrigada pela visita e volte sempre...

Rô Carvalho


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares