Agora são: .Horas e .Minutos - Bem vindo ao Blog Co Dependentes Emocionais **Deus Te abençõe e Te Guarde **

domingo, 28 de outubro de 2012

Como ajudar crianças.

** Crianças problematicas são sempre uma fonte a mais de preocupação para os pais, nem sempre sabemos exatamente como lidar com esses pequenos peraltas não é verdade?
Então Galera, eu sou uma mãe que tem uma menina de 10 anos que me dá muita dor de cabeça, e desgostos também...a coisa está tomando um rumo estressante e eu então estou buscando soluções para tonar nossas vidas um pouco mais agradável,já que nossa convivência não tem sido das melhores.Achei esse texto bem interessante e estou compartilhando com vocês, espero que ajude mais mães que como eu, lutam sozinhas pra criar seus filhos**




Muitas vezes pais e professores tem que lidar com crianças especiais. São crianças que provocam problemas no lar ou na sala de aula. Outras vezes estas crianças especiais são crianças com algum tipo de deficiência mental ou física.
Ao encontrar uma criança que é difícil de compreender, devemos tentar descobrir a razão de ser do seu comportamento, mostrando-lhe o que Senhor Jesus é o único que pode resolver o seu problema.


Crianças que provocam problemas de disciplinas, são classificadas como “crianças com problemas” ou “crianças problemáticas”. Vamos ver alguns casos e o que podemos fazer para ajudar essas crianças:

1. Crianças que provocam atenção.
A criança que procura a atenção dos outros, é aquela que perturba a paz do lar e o sossego da classe. É muito natural que esta criança não tenha a intenção de fazer o mal, ela apenas deseja atrair a atenção dos outros para si. É uma criança que não tem a atenção e o afecto de que precisa no seu lar e assim, faz tudo o que pode para conseguir um pouco de carinho. Podemos ajudá-la, procurando destacar o bem que faz e não o mal, mostrando-lhe que temos confiança nela e esperamos que se mostre responsável. A criança sabendo que confiamos nela, procurará corresponder ás nossas expectativas.

2. Crianças com complexo de inferioridade.
Muitas das vezes a criança que se sente inferior a outras crianças mostram atitudes de superioridade, tentando assim encobrir as suas falhas. Podemos ajudá-la mostrando que Deus a criou e a ama assim como ela é, que não precisa ser superior a ninguém. Esta criança precisa desenvolver o seu conceito de autoconfiança, compreendendo que é uma pessoa importante aos olhos do Senhor Jesus.

3. Crianças com atitudes de rebeldia.
A criança mostra-se rebelde para com os outros, tanto aos adultos como ás crianças, esta atitude pode ser uma reação contra a crítica a que é sujeita no lar ou na escola. Podemos ajudá-la, conversando com ela, mostrando como o Senhor Jesus reagiu quando foi criticado e ridicularizado. Devemos ajudá-la a ser amável e a perdoar as pessoas, a se arrepender do que fez para que não faça novamente. Depois de estar bem com Deus é que podemos estar bem com os outros.

4. Crianças que são tímidas.
A criança tímida não provoca problema na sala de aula, mas talvez os seus problemas sejam maiores do que os problemas das outras crianças. Essas crianças não são muito expressivas e podem ter: ânsias, medos, amarguras e outros problemas guardados no coração. Elas precisam ser direcionadas e tomarem parte nas atividades com outras crianças, precisam ganhar a confiança em si próprias. Devem aprender que o Senhor Jesus as ama e as aceita, que podem confiar Nele e na Sua ajuda para completarem tarefas difíceis.

5. Crianças que são medrosas.
As vezes a criança pode estar possuída de medo, medo de coisas que são reais para ela, pode ser medo do desconhecido, medo de pessoas novas ou circunstâncias diferentes para ela, medo do escuro ou de coisas “imaginárias”. O aldulto nunca deve ridicularizar esta criança, mas sim deve procurar assegurar a criança o amor e proteção de Deus. Sempre que possível deve orar com a criança e encorajá-la a orar também quando esta com medo de alguma coisa. A criança deve aprender que Deus é amor e que Ele pode tirar o medo do coração dela e dar a perfeita paz e confiança.

6. Crianças que se mostram superiores.
Pode haver crianças que tem dons e habilidades, ou que sejam muito inteligentes, que age mais rapido do que as outras e raciocina melhor. Quando a criança compreende que tem habilidades que outra não tem, pode de fato julgar-se melhor ou superior. Oa adultos não devem humilhar esta criança, mas devem ajudá-la a compreender que seus talentos são dons de Deus e que devem ser dedicados ao seu serviço, e não para glorificarem a si mesmas.

Há muitos tipos de problemas que não mencionamos aqui. Como podemos lidar com eles? Deus tem prometido sabedoria para todos nós: “...se algum de vós tem falta de sabedoria, peça a Deus que a todos dá liberalmente...” (Tiago 1.5).



Mas, não fique parada esperando cair do céu, vá em busca de informações para que você possa

Leia mais: http://flaviagregio.webnode.com.br/como%20ajudar%20crian%C3%A7as/
Crie seu site grátis: http://www.webnode.com.br

Aviso importante

ESTE BLOG ESTÁ DE ACORDO COM A LEI 9.610 DOS DIREITOS AUTORAIS NA INTERNET.
PARA VER A POSTAGEM DE ORIGEM, CLIQUE NA FONTE OU NO AUTOR.

Obrigada pela visita e volte sempre!

RÔ CARVALHO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares