Agora são: .Horas e .Minutos - Bem vindo ao Blog Co Dependentes Emocionais **Deus Te abençõe e Te Guarde **

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

O vício do Amor Obsessivo

O VÍCIO DO AMOR

Este artigo faz parte do livro COMO SUPERAR A CARÊNCIA AFETIVA E A DEPENDÊNCIA EMOCIONAL, que será lançado em breve. Leia e faça seus comentários ou conte suas experiências logo abaixo. Se quiser não precisa dar seu nome verdadeiro.

Na última década muita coisa mudou a respeito do que se chama o “vício do amor”. Não que o vício mudou, pois continua sendo o mesmo flagelo que sempre foi. O que mudou na verdade foi à forma de encará-lo. Há vinte anos o nosso entendimento sobre o vício do amor, ainda fazia parte da nossa compreensão sobre co-dependência. O vício do amor e a co-dependência parecia ser a mesma coisa, no entanto hoje compreendemos que não é verdade.

A obsessão amorosa em si já é um campo de estudo, enquanto que co dependência é apenas um dos vários transtornos de personalidade subjacente. Para deixar bem claro como um difere do outro a seguinte lista.

O dependente de amor obsessivo tem as seguintes características:

É indisponível emocional ou sexualmente, ou seja, são pessoas casadas ou que estão se relacionando com alguém; viciados, alcoólatras, viajantes. Tem dificuldade de comunicar-se, sem amor, distante, abusivo controlador, ditador, egocêntrico, egoísta e são viciados em alguma coisa fora do relacionamento, tal como hobbie, drogas, álcool, sexo, outra pessoa, jogos, compras e outros.

Co-dependete de viciados em amor obsessivo, São mais facilmente reconhecidos, pois se encaixam num perfil mais normal. A maioria deles sofrem de baixa auto-estima e tem certa forma previsível de pensar, sentir e agir. Isto significa que, por causa de sua insegurança e baixa auto-estima eles tentam desesperadamente prender a pessoa querendo ser aquele que irá salva-la. Monta vigilância cerrada, controla de maneira passiva ou agressiva e aceita o abuso. Em geral eles farão de tudo pelo parceiro na esperança de que eles não vão abandoná-lo ou que algum dia eles irão retribuir o esforço.

Dependentes de Relacionamentos, ao contrário de outros viciados em amor, são pessoas cujo amor já acabou, mas elas se recusam a deixar o parceiro ir embora. Normalmente eles são tão infelizes que o mau relacionamento acaba afetando a sua saúde física, emocional e espiritual. Mesmo que seus parceiros os espanquem, eles corram risco de morte, não os deixam ir. Sentem muito medo da mudança que causará o rompimento e a solidão. Eles de maneira nenhuma querem ferir seu parceiro. A filosofia do dependente de relacionamento poderia ser resumida nesta frase: “Eu odeio você, mas não me abandone pelo amor de Deus!” ou “Você não presta, mas eu quero ficar com você”.

Dependentes de amor narcisista. Narcisismo descreve a personalidade de alguém que é apaixonado por si mesmo. São pessoas que costumam dominar seu parceiro usando o poder da sedução. Ao contrário do co-dependente, que aceita uma grande quantidade de sofrimento, o narcisista não irá tolerar qualquer coisa que interfira na sua felicidade. Eles são muito egoístas e sua baixa auto-estima é mascarada pela sua mania de grandeza.

Por aparentarem não estar nem aí para o relacionamento, parecem ser distantes e indiferentes. Eles não aparentam ser viciados, mas se alguém tentar abandoná-los eles entrarão em pânico e usarão qualquer artifício ao seu dispor para prender a pessoa no relacionamento, incluindo a violência.

Muitos profissionais da área têm rejeitado a idéia de um narcisista ser viciado em amor, talvez porque eles nunca buscam ajuda especializada. Mas quem já viu a reação de um narcisista diante da possibilidade real ou imaginário de ser abandonado, terá a certeza de que eles são mesmos viciados em amor.

Viciados em amor ambivalentes – que tem dois valores. Pessoas que sofrem de transtorno de personalidade ou anorexia emocional. Essa anorexia emocional é quando a pessoa sente que é muito inferior emocionalmente, mesmo quando não é.

São ambivalentes porque anseiam desesperadamente por amor e ao mesmo tempo estão aterrorizados com medo de uma possível intimidade e, convenhamos essa é uma combinação angustiante. A pessoa quer amar, mas tem medo de se envolver.

Há varias formas diferentes de viciados em amor ambivalentes, eis alguns:

Pessoas que são obcecadas por outras que não está disponível, casada, etc. Pode ser um sentimento não revelado, quando a pessoa sofre em silêncio ou perseguindo a pessoa pela qual esta apaixonada. Este tipo de vício se alimenta de fantasias e ilusões; é o famoso amor não correspondido.

São pessoas estranhas que costumam sabotar, ou seja, dar um jeito de acabar logo com os relacionamentos quando eles começam a ficar sérios e surge a intimidade. Pode acontecer antes ou depois do primeiro encontro, quando a coisa caminha para um compromisso mais sério.

Mas se você vive com o coração disparado por causa de alguma pessoa indisponível ano após ano, sabotando um relacionamento atrás do outro, ou apenas se sentir bem quando esta com alguém indisponível, então você pode ser um viciado em amor ambivalente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares